Febre amarela avança nas cidades do Rio Grande do Sul

Até o momento 23 municípios gaúchos entraram na fase vermelha e outros 72 estão na fase amarela



A Febre Amarela avança no Rio Grande do Sul e o estado declara emergência em saúde pública. Até o momento, 23 municípios gaúchos entraram na fase vermelha para circulação do vírus causador da doença. Nessas localidades, de acordo com o governo do estado, foram encontrados macacos mortos na natureza contaminados pela febre amarela.
 
Vale lembrar que os primatas não são os responsáveis pela transmissão do vírus. Os mosquitos como Aedes Aegypti, causador da dengue, Chikungunya e Zika, são os transmissores da Febre Amarela e, além disso, a doença não passa de pessoa para pessoa. O combate deve ser direcionado aos insetos e a segurança por meio de vacinação. 

FPM: Municípios recebem R$ 2,3 bi nesta sexta, referentes à terceira parcela de abril

Covid-19: plasma pode ajudar no tratamento de infectados

Outros 72 municípios, situados no entorno, são considerados de área amarela, com riscos de também virem a ter circulação do vírus. Até agora, a doença não foi detectada em humanos.
 
O governo do estado pretende intensificar a vacinação contra a Febre Amarela nas cidades de fases vermelha e amarela, o quanto antes. O Rio Grande do Sul não registrava a presença do vírus desde 2009. 



Fonte: Brasil 61

Comentários