Funcionários da Santa Casa de SP são presos por desvio de insumos

Dupla foi detida por extravio e comercialização de máscaras e luvas em meio à pandemia. Receptadora é procurada pela polícia

Dois funcionários da Santa Casa de São Paulo foram presos acusados de extraviarem materiais hospitalares da instituição médica na noite desta sexta-feira (9).

Segundo a Polícia Militar, agentes do 4° BAEP (Batalhão de Ações Esciais de Polícia) estavam em patrulhamento quando viram a dupla em um carro, em atitude suspeita, na rua Marcion, região de São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo.

Foi feita abordagem e, segundo a PM, os suspeitos confessaram que eram funcionários da Santa Casa e desviavam luvas e máscaras da unidade para comercialização, mesmo em meio à pandemia. Com eles, havia dinheiro em espécie.

A dupla informou à polícia que os materiais extraviados eram entregues em uma residência na rua Santo Antero, na Penha, também na zona leste. A dona da casa seria a receptadora dos insumos, mas não foi localizada. No local, os policiais encontraram dezenas de caixas de máscaras e luvas.

Ainda de acordo com a PM, a mulher ainda é procurada assim como outros suspeitos de envolvimento no esquema criminoso. O caso foi encaminhado ao 63° Distrito Policial, na Vila Jacuí.

Em nota, a Santa Casa de São Paulo informou que recebeu "com surpresa e indignação" a notícia da grave ocorrência: "Nesse momento, onde todos os nossos esforços estão voltados para o combate à pandemia, é ainda mais revoltante receber a informação de que estamos sendo lesados. A instituição deseja que as autoridades consigam elucidar e punir os responsáveis pela infração".

A Santa Casa também abriu uma sindicância interna para apurar o caso e tomar as providências necessárias.

Comentários